A diminuição da mortalidade por câncer de mama associada à sua detecção precoce por mamografia

Autores

  • Maria Eduarda Alves Pio Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ - UniFOA.
  • Amanda Pratti Ferreira Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ - UniFOA.
  • Priscila dos Santos Mageste Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ - UniFOA.
  • Christine Justo da Costa Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ - UniFOA.
  • Nadja Emídio de Araújo Centro Universitário de Volta Redonda, Volta Redonda, RJ - UniFOA.

Palavras-chave:

Mulheres, mamografia, benefícios, malefícios

Resumo

Introdução: A mamografia é o melhor método para rastreamento do câncer de mama, capaz de reduzir a mortalidade. Metodologia: Foram pesquisados artigos no Google Acadêmico, B V S e no Scielo, buscando-se por estudos pareados, ensaios clínicos randomizados, avaliando a importância da mamografia na diminuição do número de casos por câncer de mama, publicados de 1991 a 2011. Resultados: Dentre os sete ensaios selecionados, primeiramente, três deles com randomização adequada não demostraram uma redução significativa na mortalidade por câncer de mama, nointervalo de13 anos [risco relativo (RR) 0,90; intervalo de confiança (IC) 95% 0,79-1,02]; outros quatro ensaios, com randomização subóptima, mostraram uma redução significativa na mortalidade. (RR 0,75; IC 95% 0,67- 0,83). E, a partir dos outros ensaios selecionados posteriormente, percebeu-se que o exame radiográfico das mamas de mulheres entre 50 e 69 anos, quando realizado em intervalos de um a dois anos, promove uma redução de 25% (risco relativo de morte de 0,75, com intervalo com 95% de confiança= 0,67-0,85) nas taxas de mortalidade por esse câncer. Para mulheres com idade entre 40 e 49 anos, a síntese dos resultados dos ensaios clínicos mostrou uma possível ausência de efeito. O risco relativo de morte obtido dos estudos que incluíram esse grupo etário e usaram MMG isoladamente foi de 0,81 (intervalo com 95% de confiança= 0,65-1,01). Ambas reduções foram estatisticamente significativas. Consideracões Finais: Considerando que o objetivo do rastreio para o cãncer de mama é realizar uma detecção precoce, quando a cura ainda é provável, reduzindo a mortalidade, observou-se, nesta revisão, que a magnitude dos resultadosdesse rastreio não é clara. A incerteza é ocasionada pela sobreposição entre os efeitos benéfícos versus os possíveis danos causados pela mamografia. Conclui-se, então, que as mulheres devem ser informadas e alertadas para essa realidade, cabendo ao médico o papel ativo na relação médico-paciente.

Referências

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER. Controle do câncer de mama. Revista BrasCancerol, Rio de Janeiro, v. 50, n. 2, p. 77-90, 2004.

MAJID, A.; et al. Missed breast carcinoma: pitfalls and pearls. Revista Radiographics, Easton PA, v. 23, p. 881-95, 2003.

ROBLES, S. C.; GALANIS, E. Breast cancer in Latin America and the Caribbean. Revista Panam Salud Pública, Washington, v. 11, n. 3, p. 178-85, 2002.

RODRIGUES, M. C. S.; CALAS, M. J. G.; NADRUZ, E. Mamografia: exame único, tecnologias diversas. Revista Femina, Rio de Janeiro, v. 36, n. 6, p. 373-377, 2008.

SILVA, G. A. E. O aumento de acesso à mamografia e os desafios para a política de controle do câncer de mama no Brasil. Revista Ciência saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, n. 9, p. 181-224, 2011.

Downloads

Publicado

15-05-2015

Como Citar

Alves Pio, M. E., Pratti Ferreira, A., dos Santos Mageste, P., Justo da Costa, C., & Emídio de Araújo, N. (2015). A diminuição da mortalidade por câncer de mama associada à sua detecção precoce por mamografia. Congresso Médico Acadêmico UniFOA. Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/congresso-medvr/article/view/629

Edição

Seção

Resumos simples

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.