Análise da frequência da colonoscopia no follow-up pós-operatório do câncer colorretal

Autores

  • Eduardo Fernandes Portes Unifoa
  • José Diniz Pinto Bravo Filho Unifoa
  • Pedro Henrique Santos Fialho Unifoa
  • Caio Miranda de Oliveira Unifoa
  • Débora Simas Portes Unifoa
  • Rafael Angelo Pinto de Souza Unifoa
  • Paulo Vitor Perminio Carvalho Unifoa
  • Marcelo Betim Paes Leme Unifoa

Palavras-chave:

Cancer, Follow-up, Colorretal, Surveillance, Curative Surgery

Resumo

O câncer colorretal é o terceiro câncer mais diagnosticado do mundo e seus protocolos de acompanhamento pós-operatório (ou “follow-up”) diferem entre as principais sociedades e grupos de especialistas, variando em um gradiente entre o acompanhamento pós-operatório padrão e o intensivo, que se caracteriza por uma alta frequência das avaliações. Nesse contexto, o objetivo desse estudo é avaliar se existem, na literatura médica atual, evidências que corroborem qual frequência de acompanhamento por meio de colonoscopia é a mais eficaz para casos de pós-operatório do câncer colorretal. Para tanto, foi feita uma seleção de artigos nas bases de dados do National Center for Biotechnology Information (NCBI) e do PubMed com a inclusão de estudos que abordavam a relação do câncer colorretal com o follow-up pós-operatório e principalmente com a frequência do exame de colonoscopia no follow-up pós-operatório. Concluímos que os estudos indicam um provável benefício da adoção de uma maior frequência do exame de colonoscopia, que acarretam detecção precoce de recidivas e aumento das taxas de sobrevida. Porém, apesar dos resultados serem qualitativamente positivos, não foi possível afirmar com certeza se é válida a adoção de uma menor ou maior frequência de follow-up visto que os resultados em números foram pequenos, sendo assim, são necessárias mais pesquisas futuramente a fim de elucidar o tema.

Referências

GODHI, S. et al. Colorectal cancer: Postoperative follow-up and surveillance. The Indian journal of surgery, v. 79, n. 3, p. 234–237, 2017.

KUIPERS, E. J. et al. Colorectal cancer. Nature reviews. Disease primers, v. 1, n. 1, p. 15065, 2015.

MÁRMOL, I. et al. Colorectal carcinoma: A general overview and future perspectives in colorectal cancer. International journal of molecular sciences, v. 18, n. 1, p. 197, 2017.

OSTERMAN, E.; GLIMELIUS, B. Recurrence risk after up-to-date colon cancer staging, surgery, and pathology: Analysis of the entire Swedish population: Analysis of the entire Swedish population. Diseases of the colon and rectum, v. 61, n. 9, p. 1016–1025, 2018.

PITA-FERNÁNDEZ, S. et al. Intensive follow-up strategies improve outcomes in nonmetastatic colorectal cancer patients after curative surgery: a systematic review and meta-analysis. Annals of oncology, v. 26, n. 4, p. 644–656, 2015.

ROSATI, G. et al. A randomized trial of intensive versus minimal surveillance of patients with resected Dukes B2-C colorectal carcinoma. Annals of oncology, v. 27, n. 2, p. 274–280, 2016.

SCHOEMAKER, D. et al. Yearly colonoscopy, liver CT, and chest radiography do not influence 5-year survival of colorectal cancer patients. Gastroenterology, v. 114, n. 1, p. 7–14, 1998.

WANG, T. et al. The role of postoperative colonoscopic surveillance after radical surgery for colorectal cancer: a prospective, randomized clinical study. Gastrointestinal endoscopy, v. 69, n. 3 Pt 2, p. 609–615, 2009.

WILLE-JØRGENSEN, P. et al. Effect of more vs less frequent follow-up testing on overall and colorectal cancer-specific mortality in patients with stage II or III colorectal cancer: The COLOFOL randomized clinical trial. JAMA: the journal of the American Medical Association, v. 319, n. 20, p. 2095–2103, 2018.

ZHAO, Y. et al. Intensive follow-up strategies after radical surgery for nonmetastatic colorectal cancer: A systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. PloS one, v. 14, n. 7, p. e0220533, 2019.

Downloads

Publicado

04-08-2023

Como Citar

Fernandes Portes, E., Diniz Pinto Bravo Filho, J., Santos Fialho, P. H., Miranda de Oliveira, C., Simas Portes, D., Angelo Pinto de Souza, R., Perminio Carvalho, P. V., & Betim Paes Leme, M. (2023). Análise da frequência da colonoscopia no follow-up pós-operatório do câncer colorretal. Congresso Médico Acadêmico UniFOA. Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/congresso-medvr/article/view/397

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)