A atividade física em pacientes com Fibrose Cística

revisão bibliográfica e relato de caso

Autores

Palavras-chave:

Fibrose cística, Exercício, Psicologia do esporte, Tosse, Triagem neonatal

Resumo

A Fibrose Cística (FC) é uma doença genética autossômica recessiva grave que atinge cerca de 70 mil pessoas em todo o mundo. É uma patologia que limita o paciente em vários aspectos, como a redução da tolerância aos esforços e alteração na absorção de nutrientes. Por ser uma doença com acometimento pulmonar de progressão lenta, pode-se tornar incapacitante com o passar do tempo, sendo a estimativa de vida de 35 anos nos casos mais leves, ou o óbito, em casos mais graves. O diagnóstico precoce e o avanço do tratamento gera um aumento de sobrevida para alguns pacientes com as formas leves. Ainda não há cura para FC, mas o tratamento deve ser feito de forma contínua e individualizada, com suporte multiprofissional. Apesar da evolução pulmonar da doença reduzir a capacidade respiratória, há relatos que a prática de exercício físico contribui para melhorar o prognóstico e a qualidade de vida do paciente com FC, além do desenvolvimento biopsicossocial. O objetivo deste artigo é apresentar um relato de caso e compará-lo à evidência da literatura atual sobre o impacto da atividade física em pacientes com FC, identificando fatores de melhora do quadro clínico, da qualidade de vida e da inclusão social. Foi feita uma revisão bibliográfica de artigos buscados nas bases de dados: Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Pubmed, LILACS, CAPES e Google Acadêmico. Foram selecionados artigos de acordo com os critérios de inclusão e exclusão pré determinados pelos autores do artigo. Este estudo foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos (CoEPS) do Centro Universitário de Volta Redonda, RJ, e aprovado. Foram coletados dados por meio de uma entrevista com os responsáveis legais do paciente sob a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) para a elaboração do relato de caso. Percebeu-se que para o paciente do caso a atividade física foi fundamental para o tratamento da doença e proporcionou uma melhora na qualidade de vida e dos fatores biopsicossociais, comprovando o que os estudos demonstraram.

Referências

AFONSO, S.B.C.; GOMES, R.; MITRE, R.M.A.; Narrativas da Experiência de Pais de Crianças com Fibrose Cística. Interface, v. 19, n. 55, 2015. Disponível em: <https://www.scielosp.org/pdf/icse/2015.v19n55/1077-1088/pt>. Acesso em: 27 out. 2019.

ATHANAZIO, R. A. et al. Brazilian guidelines for the diagnosis and treatment of cystic fibrosis. J. bras. pneumol., São Paulo, v. 43, n. 3, p. 219-245, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132017000300219&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 10 out. 2019.

BRASIL. Ministério da saúde. O que significa ter saúde?. Disponível em <https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-exercitar-mais/o-que-significa-ter-saude#:~:text=Seguindo%20essa%20linha%20mais%20abrangente,aus%C3%AAncia%20de%20doen%C3%A7a%20ou%20enfermidade>. Acesso em: 24 de out. 2020.

GRIEBLER, E. M.; CÉSAR, M. S. C.; AZEREDO, D. G.; MAROSTICA, P. J. C.; HARTHMANN, A. A. Exercício físico no tratamento de fibrose de cística em crianças: Uma revisão sistemática. Clinical and Biomedical Research, v. 39, n. 1, p. 69-74, 2019. Disponível em: <https://www.seer.ufrgs.br/hcpa/article/view/87156>. Acesso em: 10 set. 2019.

HAACK, A.; NOVAES, M.R.G. Exercício físico e fibrose cística: uma revisão bibliográfica. Comunicação em Ciências da Saúde, v. 24, n. 2, p. 145-154, 2013. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/ccs/exercicio_fisico_fibrose_cistica.pdf>. Acesso em: 27 de out. de 2019.

PFEIFER, L. I.; SILVA, M. A. Avaliação da Qualidade de Vida em Crianças com Fibrose Cística. Revista do Nufen, v. 01, n. 02, agosto-novembro, 2009. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rnufen/v1n2/a08.pdf>. Acesso em: 28 out. 2019.

SANTOS, R. C. et al. Força muscular respiratória e desempenho no Modified Shuttle Walk Test em escolares com fibrose cística. Fisioter. Pesqui., São Paulo, v. 26, n. 2, p. 196-201, 2019. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-29502019000200196&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 01 Nov. 2019.

SCHINDEL, C. S.; DONADIO, M. V. F. Efeitos de programas de exercício físico em pacientes com fibrose cística. Scientia Medica, v. 23, n. 3, p. 187-190, 2013. Disponível em: <http://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/12892/2/Efeitos_de_programas_de_exercicio_fisico_em_pacientes_com_fibrose_cistica.pdf>. Acesso em: 19 out 2019.

Downloads

Publicado

23-03-2023

Como Citar

da S. S. Guimarães Vasconcelos, A. B., Brandão da Silva, A., Fernandes dos Santos, G., da Silva Martins Botelho, P., & Pereira Silva, C. (2023). A atividade física em pacientes com Fibrose Cística: revisão bibliográfica e relato de caso. Congresso Médico Acadêmico UniFOA, 1–7. Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/congresso-medvr/article/view/204

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)