Avaliação dos efeitos da atividade física na melhoria da qualidade de vida em pacientes com Doença de Alzheimer

Autores

Palavras-chave:

Doença de Alzheimer, Atividade física, Qualidade de vida

Resumo

A doença de Alzheimer (DA) é a patologia neurodegenerativa mais frequente associada à idade, cujas manifestações cognitivas e neuropsiquiátricas resultam em deficiência progressiva e incapacitação. O objetivo desta pesquisa é analisar os benefícios e a importância que os exercícios físicos de estimulação trazem para os pacientes com DA, tanto na qualidade de vida quanto no tratamento não farmacológico. O trabalho é uma revisão integrativa da literatura, que contou com a participação de várias pesquisas disponibilizadas em artigos, que serviram de base para a elaboração do estudo sobre a avaliação dos efeitos da atividade física na melhoria da qualidade de vida em pacientes com Doença de Alzheimer. O estudo desenvolvido evidenciou que a atividade física representa uma importante abordagem não farmacológica, beneficiando as funções cognitivas e o equilíbrio com diminuição do risco de quedas. Além disso, os exercícios físicos também melhoram a capacidade motora e a estabilização corporal dos indivíduos através da estimulação dos receptores proprioceptivos. No entanto, para que tal análise seja relevante é necessário desenvolver mais estudos que constatem o efeito da prática da atividade física, que investiguem a especificidade dos exercícios, bem como os mecanismos de ação dos mesmos, que é necessária para o tratamento eficaz dos distúrbios neuropsiquiátricos de pacientes com Alzheimer.

Referências

GALLUCCI-NETO, Jose; TAMELINI, Melissa; FORLENZA, Orestes. Diagnóstico diferencial das demências. O.V. Rev. Psiq. Clín, v. 32, p. 119–130, 2005.

GROPPO, Heloisa Schievano; NASCIMENTO, Carla Manuela Crispim; STELLA, Florindo; et al. Efeitos de um programa de atividade física sobre os sintomas depressivos e a qualidade de vida de idosos com demência de Alzheimer. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 26, n. 4, p. 543–551, 2012.

SENA, Tito. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais - DSM-5, estatísticas e ciências humanas: inflexões sobre normalizações e normatizações. Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, v. 11, p. 96, 2014.

MACIEL, Marcos Gonçalves. Atividade física e funcionalidade do idoso. Motriz: Revista de Educação Física, v. 16, p. 1024–1032, 2010.

COELHO, Flávia Gomes de Melo; SANTOS-GALDUROZ, Ruth Ferreira; GOBBI, Sebastião; et al. Atividade física sistematizada e desempenho cognitivo em idosos com demência de Alzheimer: uma revisão sistemática. Brazilian Journal of Psychiatry, v. 31, p. 163–170, 2009.

KAMADA, Márcio; CLEMENTE, Jaqueline Suzuki; HELENE, Afonso Henrique Eckmann; et al. Correlação entre exercício físico e qualidade de vida em pacientes com doença de Alzheimer. p. 4, 2018.

Hernandez SSS, Coelho FGM, Gobbi S, Stella F. Efeitos de um programa de atividade física nas funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas em idosos com demência de Alzheimer. Brazilian Journal of Physical Therapy. 2018; 68–74. 18

GARUFFI, Marcelo; GOBBI, Sebastião; HERNANDEZ, Salma Sthephany Soleman; et al. ATIVIDADE FÍSICA PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE DE IDOSOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER E SEUS CUIDADORES. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 16, n. 1, p. 80–83, 2011.

TERNA, Priscilla Ribaski; OLIVEIRA, Emilly Fernanda da Silva de; PIMENTA, Thiago Farias da Fonseca. INFLUÊNCIA DA PRÁTICA DE EXERCÍCIO FÍSICO EM IDOSOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER. Anais do EVINCI - UniBrasil, v. 6, n. 1, p. 112–112, 2020.

MALLMANN, Alyssandra Aiumy Hiraishi; MEJIA, Dayana Priscila Maia. Hidrocinesioterapia em Pacientes com Alzheimer. p. 12,

SALVADOR, Nicole Carolina. EXERCÍCIO FÍSICO E DEMÊNCIA DE ALZHEIMER: UMA REVISÃO DA LITERATURA ESPECIALIZADA. p. 24.

Downloads

Publicado

23-03-2023

Como Citar

de Queiroz Soares, G., Monteiro Pessoa, P. E., & Morais Sampaio da Fonseca, W. L. (2023). Avaliação dos efeitos da atividade física na melhoria da qualidade de vida em pacientes com Doença de Alzheimer. Congresso Médico Acadêmico UniFOA, 1–8. Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/congresso-medvr/article/view/203

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)