Avaliação da qualidade, viabilidade e caracterização das propriedades probióticas de microrganismos comercializados em cápsulas manipuladas

Autores

Palavras-chave:

Probióticos, Lactobacillus, Viabilidade microbiana

Resumo

A demanda por alimentos e/ou suplementos alimentares que promovam a saúde e bem-estar vem aumentando a cada ano. Neste contexto, destacam-se os probióticos, que são considerados alimentos funcionais, compostos de micro-organismos vivos, que quando ingeridos em doses adequadas e com frequência, trazem diversos efeitos benéficos à saúde do hospedeiro. Nesse contexto, presente estudo teve como objetivo avaliar a qualidade, viabilidade e caracterizar as propriedades probióticas de diferentes microrganismos comercializados em cápsulas manipuladas. Para as análises experimentais, foram adquiridas cápsulas contendo microrganismos junto a farmácias de manipulação, as quais foram submetidas a análises quantitativas para verificar a concentração de microrganismos através do método Pour-Plate, a análises morfotintoriais e bioquímicas para caracterização da espécie e a testes de resistência ao suco gástrico artificial e aos sais biliares, onde se identifica a viabilidade das cepas no organismo do hospedeiro. Todas as cápsulas analisadas continham bactérias bacilares coradas como gram-positivas e não reagentes a catalase, características essas, compatíveis com o gênero Lactobacillus. Em relação a contagem de colônias, observou-se que 66,66% das amostras analisadas possuíam contagens iguais ou superiores as indicadas no rótulo, entretanto, L. gasseri apesar de ter uma contagem inferior àquela indicada, ainda estava dentro dos parâmetros estabelecidos para um probiótico, por outro lado, L. bulgaricus e L. crispatus, tiveram contagens inferiores ao mínimo estabelecido, 108 UFC. No tocante a resistência ao suco gástrico, a única espécie que sofreu inibição foi a L. reuteri, que apresentou uma taxa de inibição igual à 4,91%, já em relação aos sais biliares, L. acidophilus e L. crispatus sofreram inibição, sendo as taxas de inibição de 31.73% e 64.74%, respectivamente. Conclui-se que algumas cápsulas não atenderam a pelo menos um dos critérios avaliados, indicando a necessidade de um controle de qualidade mais rigoroso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, A. M. Aspectos fisiológicos e genéticos da bactéria Lactobacillus vini em condições de estresse. 2018. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018.

BRASIL. (2018). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 243 de 26.07.2018: Dispõe sobre os requisitos sanitários dos suplementos alimentares. Diário Oficial da União, Brasília.

COSTA, T. S. Seleção de bifidobactéria de origem humana para uso como probiótico em alimento funcional: avaliação do efeito protetor na infecção experimental com Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Typhimurium. 2012. 135 f. Tese (Doutorado em Microbiologia) - Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

JIN, L. Z. et al. Acid and bile tolerance of Lactobacillus isolated from chicken intestine. Lett. Appl. Microbiol. v. 27, p. 183-185, 1998.

KERRY, R.G. et al. Benefaction of probiotics for human health: A review. J. Food Drug Anal. v. 26, p. 927–939, 2018.

MAZZANTINI, D. et al. Spotlight on the compositional quality of probiotic formulations marketed worldwide. Frontiers in microbiology. v. 12, p. 69-73, 2021.

PAPAMANOLI, E. et al. Characterization of lactic acid bacteria isolated from a Greek dry-fermented sausage in respect of their technological and probiotic properties. Meat Science. v. 65, n. 2, p. 859-867, 2003.

SCHIMITT, J. A. D. et al. Evaluation of the probiotic profile of Lactobacillus acidophilus used in pharmaceutical and food applications. Acta Scientiarum. Health Sciences. v. 40, p. 1-9, 2018.

SILVA, E. C. S. H.; BENDER, S. Qualidade e viabilidade de probióticos comercializados em farmácias magistrais de Cascavel-PR. Research, Society and Development. v. 10, n. 14, 2021.

SOUZA, A. L. C. et al. Rotulagem de alimentos funcionais: análise de informações. Higiene alimentar. n. 32, p. 121-126, 27 fev. 2018.

TEIXEIRA, R. S. Avaliação do efeito de micro-organismos probióticos sobre Haemonchus contortus em ovinos. 2011. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Departamento de Biotecnologia. Escola de Engenharia de Lorena da Universidade de São Paulo, Lorena, SP, 2011.

Downloads

Publicado

28-10-2022

Como Citar

Pedro Alonso Ferreira Moutinho, Tânia Siqueira Dutra1, Isabelle Rodrigues Martini, Ana Kathariny Barbosa de Almeida, Lucas Yoshimura e Silva, Pedro Acorssi de Carvalho Nascimento, Rodrigo de Carvalho Nascimento, & Renato da Silva Teixeira. (2022). Avaliação da qualidade, viabilidade e caracterização das propriedades probióticas de microrganismos comercializados em cápsulas manipuladas. Congresso Brasileiro De Ciências E Saberes Multidisciplinares, (1), 1–8. Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/tc/article/view/34

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)