Fabricação de compósitos verdes

Autores

Palavras-chave:

Poliacetal, Fibra mesocárpica do açaí, Reciclagem, Dryser

Resumo

O aumento da produção para atender às demandas oriundas de uma população mundial cada vez maior, tem mostrado a necessidade da manufatura de novos produtos e desenvolvimento de tecnologias que atendam a esses setores, sem causar grandes impactos ambientais. Neste sentido, o desenvolvimento de “materiais verdes” que possuem, pelo menos um dos componentes renovável, tem se mostrado promissor, especialmente na reutilização de fibras provenientes da agroindústria, tais como o mesocarpo do fruto do açaí e polímeros de alto desempenho, como o poliacetal. Entretanto, a mistura destes materiais é, por vezes, difícil, pois a fibra pode sofrer degradação durante o processo de incorporação do reforço à matriz. Por isso, foi utilizado um sistema termocinético que permite menor tempo de exposição ao calor, para que ocorra o processo de amolecimento do polímero e mistura. Sendo assim, esse trabalho teve por objetivo fabricar compósitos com 10%, 20% e 30% m/m de poliacetal e fibra mesocárpica, usando o sistema termocinético denominado Dryser. O sistema se mostrou adequado, formando compósitos de aparência heterogênea e com coloração mais escura quanto maior o teor de fibra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BENINI, K. C. C. C. Desenvolvimento e caracterização de compósitos poliméricos reforçados com fibras lignocelulósicas: HIPS/fibra da casca do coco verde e bagaço de cana de açúcar. 2011. 125f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) – Universidade Estadual Paulista, 2011.

CARVALHO, J. A. L. Compósitos de resina benzoxazina / biomassa extraída do resíduo da lavagem do açaí: Obtenção e caracterização 2019. 103f. Dissertação (Mestrado Profissional em Materiais) Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA, Volta Redonda, 2019.

CELPAN Blog. Disponível em: https://www.celpan.com.br/blog/o-que-e-e-para-que-serve-o-poliacetal/. Acesso em: 10 set. 2023.

COSTA, A. C. A. Obtenção e caracterização de compósitos de benzoxazina reforçados com fibra da casca de noz-macadâmia. 2018. 81 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Materiais) – Universidade de Volta Redonda -UniFOA, Volta Redonda, 2018.

DONG, C.; DAVIES I. J. Optimal design for the flexural behaviour of glass and carbon fibre reinforced polymer hybrid composites. 2012. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0261306912000301> Acesso em: 11 ago. 2023.

LOPES, M. D. M. Uso de resíduos de bambú como reforço na fabricação de compósitos para utilização como OBS – Painéis de partículas orientadas. 2020. 96 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Ciências dos Materiais) – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes, 2020.

ROSA, V. V. S. Compósitos de polietileno de alta densidade (PEAD) reforçados com biomassa de açaí. 2019. 56 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Materiais) – Universidade de Volta Redonda -UniFOA, Volta Redonda, 2019.

Downloads

Publicado

20-12-2023

Como Citar

Fábio Silva de Oliveira, Onofre Rodrigues de Lima Júnior, Julia Cardoso Landim, Wictor Hugo do Vale Rodrigues, Ana Carolina Callegario Pereira, Izabel de Oliveira da Mota, Sérgio Roberto Montoro, & Cirlene Fourquet Bandeira. (2023). Fabricação de compósitos verdes. Congresso Brasileiro De Ciências E Saberes Multidisciplinares, (2). Recuperado de https://conferencias.unifoa.edu.br/tc/article/view/1077

Edição

Seção

Ciências Exatas, Tecnologias e Engenharias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>